quinta-feira, 23 de fevereiro de 2017

SOBRE O CARNAVAL >> Uma reflexão bastante oportuna neste momento de crise econômica, política, social....


LAJES VOLTA A SER A CAPITAL DO CARNAVAL NA REGIÃO CENTRAL

Considerado como um símbolo da identidade nacional, o Carnaval proporciona a sociedade em todas as suas camadas sociais um período de culto a liberdade, educação, cultura, lazer, entretenimento e, sobretudo, um momento importante para o turismo e a economia local. 

Os foliões ainda contarão com a estrutura de saúde, segurança, praça de alimentação e banheiros químicos.


EDUCAÇÃO AMBIENTAL NA TELA >> Sustentabilidade para as crianças.


Imagem inline 1


Às férias das crianças estão quase acabando, mas ainda tem alguns dias pela frente ou até mesmo o feriado do carnaval para você passar um pouco de ensinamento de sustentabilidade para o seu baixinho de uma forma fácil e muito divertida.
Não sabe como? Vamos te explicar. Existem alguns desenhos (filmes) que passam uma lição de proteção do meio ambiente, no meio da sua história. Eles mostram a importância de cuidar do planeta, de não jogar o lixo no chão, gastar menos água, proteger os animais, respeitar o próximo entre outros princípios.
E o mais interessante é que você pode interagir com o seu filho (a) após terminar o filme, você pode perguntar o que ele aprendeu com o filme, e a importância de colocar em prática tudo que o filme passou.
Procurando Nemo
O pequeno Nemo é capturado por um pescador e vai parar em um aquário. Seu pai, por sua vez, sai em busca do filho com a desmemoriada Dori. No meio do caminho eles conhecem vários amigos, apresentando a biodiversidade dos mares para as crianças. A história também dá um alerta em relação a poluição das águas e à caça e pesca desenfreada.

Bambi
O filme foca na preservação da natureza. Bambi é um filhote de veado que se vê obrigado a se virar sozinho depois que sua mãe é morta por caçadores. Ele faz novos amigos e mostra que, além de sobreviver, é preciso aprender a se defender em um mundo tão hostil. A ideia central é estimular as crianças a cuidarem das florestas para que animais possam viver tranquilos.

Wall-E
O filme mostra como o lixo pode impactar a vida na Terra e aponta a necessidade de reciclar. Em um futuro distante, a Terra está totalmente devastada e desabitada, sendo o robô Wall-E o único sobrevivente. Ele tem a função de organizar a bagunça deixada pelos seres humanos, enquanto as pessoas vivem em um cruzeiro espacial e ficam tão rechonchudas e sedentárias que mal conseguem andar sem a ajuda de aparelhos. O filme deixa a mensagem de que cada um é responsável pelos resíduos que produz.

INADIMPLÊNCIA >> TJRN bloqueia R$ 792 mil de 11 municípios devedores de precatórios

Resultado de imagem para municípios devedores de precatórios
A Divisão de Precatórios do TJRN, em seu primeiro mês de atividades neste ano, realizou o bloqueio de valores em contas de onze municípios inseridos no regime especial de pagamento de precatórios, e que estavam inadimplentes nos repasses mensais do ano de 2016.
Ao todo foram bloqueados um total de R$ 792 mil em contas dos municípios de Almino Afonso, Angicos, Caiçara do Rio dos Ventos, Ceará-Mirim, Ipanguaçu, Jardim de Piranhas, Paraú, Pedro Avelino, Ruy Barbosa, São Tomé e Tibau. Com a medida, a Divisão de Precatórios poderá dar continuidade ao pagamento dos credores dos referidos munciípios e que estavam paralisados em virtude da falta de repasse regular dessas verbas.
Segundo o juiz coordenador da Divisão, João Pordeus, a análise da situação de cada município devedor em relação aos repasses do ano de 2016, bem como o aprimoramento dos meios de acompanhamento dos depósitos desses valores por cada ente devedor, vem recebendo atenção especial nesse início de gestão. Isto, como forma de possibilitar maior eficácia e rapidez na instauração do Processo Administrativo de Sequestro visando as medidas necessárias para a quitação dos débitos existentes e que eventualmente venham a ocorrer durante do ano de 2017.
O sequestro, medida prevista pela Constituição Federal, deve ser instaurado em face de ente público que não inclui em seu orçamento os valores atinentes aos precatórios expedidos (não alocação orçamentária), ou quando o faz, não promove o devido repasse de tais quantias (liberação de recursos dentro do prazo estipulado), até o final do exercício seguinte, no caso do regime geral, e das parcelas mensais, em se tratando do regime especial.
Fonte: TJRN.

Ufersa abre seleção para 36 estudantes bolsistas em projeto de pesquisa

Resultado de imagem para Ufersa abre seleção para 36 estudantes bolsistas em projeto de pesquisaEstudantes de graduação da Universidade Federal Rural do Semi-Árido poderão concorrer a uma das 36 bolsas para atuação no projeto de pesquisa  “Desenvolvimento de um modelo de implantação de tecnologias de convivência com o semiárido”, a ser desenvolvido pela Ufersa, em parceria com a Fundação Guimarães Duque e a EMATER-RN.  Os selecionados também vão desenvolver atividades de extensão rural em municípios do Rio Grande do Norte. A atividade terá duração de 12 meses, podendo ser renovada por igual período, e o valor da bolsa é de R$ 500,00.
As 36 vagas estão distribuídas para graduandos dos cursos de Agronomia (11), Engenharia Agrícola (05), Licenciatura Educação do Campo (02), Administração (01), Ciências Contábeis (01), Medicina Veterinária (05), Engenharia de Pesca (03), Ciência e Tecnologia (01), Zootecnia (03), Engenharia de Energia (02) e Engenharia de Produção (02). O projeto é financiado pelo Ministério de Desenvolvimento Social e Agrário (MDS).
Para participar da seleção o estudante não deve estar regulamente matriculado em um dos cursos de graduação e não possuir vínculo empregatício. Também não ser beneficiado com qualquer outro tipo de bolsa. Outra exigência é ter disponibilidade para dedicar 20 horas semanais às atividades do projeto, além de possuir Índice de Rendimento Acadêmico acima de 6.0 (seis).
INSCRIÇÕES – As inscrições começaram nesta segunda-feira, 21, e prosseguem até amanhã, quinta-feira, 23, através do preenchimento de formulário eletrônico disponibilizado no site: https://proppg.ufersa.edu.br/edital-no-022017-proppg-selecao-publica-de-bolsistas-para-atuar-em-projeto-de-pesquisa/ . No ato da inscrição o candidato deve anexar cópias do RG, do CPF, Histórico Escolar atualizado, Declaração de que não possui vínculo empregatício e, Tabela de Pontuação das informações curriculares com comprovações. As duas últimas disponibilizadas no site para preenchimento do estudante.
A seleção se dará mediante com a análise das inscrições, validação dos documentos e pré-seleção dos currículos (etapa eliminatória e classificatória). A seleção para a segunda etapa será feita pela classificação dos candidatos de acordo com a pontuação obtida de acordo com a tabela. Serão classificados para fase seguinte os candidatos que obtiverem maior pontuação, limitando a três vezes o número de bolsas disponíveis para cada curso de graduação. A segunda etapa, de caráter eliminatório, será feita com a entrevista do candidato, onde a banca levará em consideração a atuação dos candidatos em atividades de pesquisa e extensão, conhecimentos básicos na área de atuação, habilidades para o desempenho das atividades do projeto, habilidade em expressão oral, motivação e, aspectos interpessoais.
As entrevistas serão realizadas no dia 06 de março, em horário e local a ser informado pelo candidato, através de e-mail e, a divulgação do resultado final dos selecionados para o projeto no dia 07 de maio. A convocação dos bolsistas aprovados no dia 10 de março. 
Confira AQUI o Edital na íntegra.
Fonte: UFERSA.

quarta-feira, 22 de fevereiro de 2017

EM LAJES >> Polo da UAB está ofertando Letras Espanhol

A imagem pode conter: noite, tabela e atividades ao ar livre
Polo da UAB/LAJES - Foto: Facebook de Flaudenízia 

Olá Pessoal

O IFRN torna público o edital nº 11/2017, que traz todas as orientações do certame para o ingresso de cursistas para Letras Espanhol EaD nos polos. O polo de Lajes está contemplado com 15 (quinze) vagas.

O processo seletivo se dará mediante notas obtidas no ENEM nas edições (leia o edital): 2010...2015 ou 2016. A inscrição será feita exclusivamente na internet no período de 21 de fevereiro (2017) a partir das 14 h, a 01 de março (2017) até 22h, hora local.

Segue abaixo os endereços de inscrição e edital, todavia, para dirimir qualquer dúvida acesse o edital.

acessar edital: http://portal.ifrn.edu.br
acessar endereço de inscrição: http://processoseletivo.ifrn.edu.br

Att,
Claudionor de Melo – Coord. Polo

PARA ONDE ESTAMOS INDO >> Infelizmente são essas "mentes" que estão por conduzir o país...

A imagem pode conter: 1 pessoa, texto

QUESTÕES SOCIAIS EM DEBATE >> Reforma da Previdência e seus impactos na vida das mulheres.

A imagem pode conter: 3 pessoas
A imagem pode conter: 10 pessoas, pessoas sorrindo, pessoas em pé
A Marcha Mundial das Mulheres participou do debate proposto pelo Levante Popular da Juventude sobre Reforma da Previdência e seus impactos na vida das mulheres. O espaço aconteceu na tarde de ontem (21) no Auditório do NEPSA - UFRN.
"Na contramão do reconhecimento da sobrecarga de trabalho e responsabilidades historicamente imputadas às mulheres, foi apresentada pelo governo de Michel Temer uma proposta de reforma da Previdência que propõe igualar a idade de homens e mulheres, trabalhadores(as) rurais e urbanos para 65 anos, com 25 anos de contribuição. Dessa forma, as trabalhadoras rurais, por exemplo, que até agora se aposentavam com 55 anos, precisarão trabalhar pelo menos 10 anos a mais. Equiparar a idade de homens e mulheres para aposentadoria é desconsiderar a tripla jornada de trabalho das mulheres, que garantem a realização do trabalho doméstico e de cuidados, além da reprodução da força de trabalho."
Contribuiram com o debate Lygia Godoy, Juíza do Trabalho e integrante da Associação Juizes para a Democracia, a companheira Allyne Macedo, advogada e militante da Marcha Mundial das Mulheres e Paula Lays, estudante de Direito e militante do Levante Popular da Juventude.

MAIS UM ERRO DO GOVERNO ROBINSON >> A troca de um excelente secretário para acomodar um "aliado político"

Resultado de imagem para mairton x ivan júnior

O Diário Oficial desta terça-feira, 21 traz a nomeação de Ivan Junior para Secretário de Meio Ambiente e Recursos Hídricos. Ivan Junior foi prefeito de ASSU por 8 anos. Também consta no DO a exoneração do excelente Mairton França.

Não tenho como avaliar a capacidade do novo secretário. Mas erra o governo Robinson de trocar na titularidade um excelente técnico, com uma gestão elogiada por todos para acomodar um político que está sem mandato, independente da capacidade.
Fonte: Blog do BG 

HOJE NO IFRN/LAJES >> Grupo de teatro do Campus Lajes apresenta produção do Pequeno Príncipe no dia 22 de fevereiro

Grupo de teatro do Campus Lajes apresenta produção do Pequeno Príncipe no dia 22 de fevereiro

O Grupo de Teatro Rio de Vento é uma ação do Núcleo de Artes Itaretama que buscou criar o primeiro grupo de teatro oficial do Campus Avançado Lajes. Passados seis meses, o elenco, formado por alunos dos cursos integrados de Administração e de Informática, vem a público mostrar o resultado de seus primeiros meses de trabalho.
O experimento teatral apresentado parte da obra mais conhecida do escritor Antoine de Saint-Exupéry, O Pequeno Príncipe, uma ode à infância, às questões fundamentais de uma vida feliz e uma sarcástica crítica as lógicas que guiam nosso mundo ainda nos dias de hoje, mesmo passados mais de setenta anos desde seu lançamento original.
A peça promete guiar o público junto com o personagem do Pequeno Príncipe em direção a diferentes locais aonde conheceremos personagens inusitados, manias esquisitas, aonde sorriremos e nos emocionaremos, aonde ainda é possível perceber que o essencial é invisível aos olhos, parafraseando Saint-Exupéry.
O foco do grupo foi o de produzir uma peça centrada no ator, na imaginação, na inocência do olhar infantil. O resultado disso você pode conferir as 16h nessa quarta-feira (22/02/2017) no auditório do IFRN - Campus Avançado Lajes. A entrada é gratuita e o acolhimento é sincero. Portanto venha prestigiar esse momento.

OPORTUNIDADE >> Emater/RN abre processo seletivo com 163 vagas, com vagas para Lajes

Fundação Guimarães Duque, ligada à Universidade Federal Rural do Semiárido (Ufersa), e a Emater-RN divulgaram o edital do processo seletivo simplificado com o objetivo de contratar profissionais de nível médio e superior para atuarem como bolsistas em projetos de pesquisa com atividades de extensão rural nos municípios do Rio Grande do Norte.
Estão sendo oferecidas 163 vagas para diversos municípios do Estado para os cargos de Técnico Agrícola (Agropecuária e Agroecologia), Técnico em Agroindústria, Engenheiro Agrônomo, Médico Veterinário e Zootecnista. Confira abaixo a relação de vagas, locais e salários oferecidos:
163 vagas para Técnico Agrícola (Agropecuária ou Agroecologia) com ensino médio técnico na área, registro no CREA e carteira de habilitação B.
Salário de R$1.000,00.
Municípios com vagas: Alto do Rodrigues, Angicos, Assu, Campo Grande, Carnaubais, Fernando Pedroza, Ipanguaçu, Itajá, Lajes, Macau, Pedra Preta, Pedro Avelino, Pendências, Porto do Mangue, Triunfo Potiguar, Caicó, Equador, Ipueira, Jardim de Piranhas, Jucurutu, Ouro Branco, São João do Sabugi, São José do Seridó, Santana do Seridó, Timbaúba Batistas, Serra Negra do Norte, Acari, Bodó, Carnaúba dos Dantas, Cerro Corá, Cruzeta, Currais Novos, Florânia, Lagoa Nova, Santana do Matos, Tenente Laurentino Cruz, Ceará Mirim, Extremoz, Jandaíra, Jardim de Angicos, João Câmara, Maxaranguape, Parazinho, Pedra Grande, Poço Branco, Pureza, São B. do Norte, São Gonçalo do Amarante, São Miguel do Gostoso, Taipu, Touros, Apodi, Baraúna, Governador Dix Sept Rosado, Grossos, Rodolfo Fernandes, Serra do Mel, Severiano Melo, Upanema, Água Nova, Major Sales, Cel. João Pessoa, Dr. Severiano, Fco. Dantas, José da Penha, Luiz Gomes, Paraná, Pau dos Ferros, Pilões, Rafael Fernandes, Riacho de Santana, Tenente Ananias, Venha Ver, Alexandria, Campo Redondo, Coronel Ezequiel, Japi, Lajes Pintadas, Monte das Gameleiras, São Bento do Trairí, São José do Campestre, Serra de São Bento, Tangará, Arês, Baia Formosa, Brejinho, Canguaretama, Espírito Santo, Jundiá, Lagoa D’Anta, Lagoa de Pedras, Lagoa Salgada, Monte Alegre, Nísia Floresta, Passa e Fica, Pedro Velho, São José de Mipibu, Santo Antônio, Senador G. Avelino, Serrinha, Tibau do Sul, Várzea,Bento Fernandes, Boa Saúde, Bom Jesus, Caiçara do Rio do Vento, Ielmo Marinho, Lagoa de Velhos, Riachuelo, Ruy Barbosa, São P. Potengi, São Pedro, São Tomé, Santa Maria, Sen. Elói de Souza, Serra Caiada, Antônio Martins, Rafael Godeiro, Janduís, Itaú, João Dias, Martins, Messias Targino, Portalegre, Riacho da Cruz, Serrinha dos Pintos, Umarizal, Viçosa e Patu.

5 vagas para Técnico em Agroindústria com ensino médio técnico na área, registro no CRQ e carteira nacional de habilitação.
Salário de R$1.000,00.
Municípios com vagas: Caicó, Currais Novos, João Câmara, Mossoró e Nova Cruz.

11 vagas para Engenheiro Agrônomo com ensino superior na área, registro no CREA e carteira nacional de habilitação.
Salário de R$2.000,00.
Municípios com vagas: Assu, Afonso Bezerra, Caicó, Currais Novos, Lagoa Nova, João Câmara, Touros, Pau dos Ferros, São José de Mipibu, São Paulo do Potengi e Umarizal.

1 vaga para Médico Veterinário com ensino superior na área, registro no CRMV e carteira nacional habilitação.
Salário de R$2.000,00.
Municípios com vagas: São Paulo do Potengi.

3 vagas para Zootecnista com ensino superior na área, registro no CRMVZ e carteira nacional de habilitação.
Salário de R$2.000,00.
Municípios com vagas: João Câmara, Santa Cruz e São José de Mipibu.

A "DEMOCRACIA" NO GOVERNO TEMER >> MEC dificulta ações do Fórum Nacional de Educação e tenta inviabilizar processo de Conferência

FNE

Nesta terça-feira (21), estiveram reunidos no Pleno do Fórum Nacional de Educação (FNE) autoridades políticas, representantes de organizações da educação, de vários segmentos sociais e da Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE), juntamente com integrantes dos fóruns estaduais de educação de vários Estados. O objetivo da reunião era votar questões de encaminhamento da Conferência Nacional de Educação - CONAE 2018, previamente agendada desde dezembro de 2016. Esse encontro, que já havia sido adiado, foi precedido, no dia anterior, por reuniões das duas comissões permanentes do fórum - Comissão de Sistematização, Monitoramento e Avaliação e Comissão Especial de Articulação, Mobilização e Infraestrutura.
Como previsto em lei, o Ministério da Educação (MEC) tinha que custear as passagens e assumir os demais gastos necessários para o deslocamento de representantes de outros Estados para que, reunidos no Fórum, definissem os encaminhamentos para o início do processo da CONAE 2018. Essa Conferência vai avaliar a implementação das metas do PNE previstas na Lei nº 13.005/2014, a lei do Plano Nacional de Educação (PNE).
O fato é que a reunião do Fórum aconteceu sem qualquer ação do MEC, que não assegurou as condições para a participação dos representantes das entidades, o que os obrigou a assumir os gastos com o deslocamento e estadia em Brasília, que foram feitos por conta própria ou com a ajuda das entidades a que estão vinculados. Na própria reunião do Fórum, foi apresentado um relato evidenciando que, desde dezembro do ano passado, foram enviados ofícios ao MEC com as deliberações ocorridas em reunião extraordinária naquele mês, inclusive com a indicação das datas do dia de ontem, quando ocorreram as reuniões das comissões, e do dia de hoje, da reunião do próprio pleno do FNE. Os ofícios indicavam claramente a necessidade do MEC de assegurar os recursos necessários para a realização da reunião, o que não ocorreu.
Membro titular do Fórum e secretário de Assuntos Educacionais da CNTE, Gilmar Soares Ferreira afirma que o governo vem tentando emperrar a execução do PNE como política de Estado, assim como ocorreu com a sanção da reforma do Ensino Médio, feita por meio de Medida Provisória e, portanto, sem debates e participação popular. Gilmar acrescenta que o Fórum tampouco obteve assessoria do Ministério para a elaboração do documento de referência, que norteará as atividades do FNE e da Conferência Nacional de Educação de 2018, antecedida de conferências estaduais e municipais.
Segundo Gilmar, “o próprio Fórum chamou para si a responsabilidade de construir esse referencial teórico e, ainda assim, o MEC colocou dificuldades e não aceitou o texto proposto, construído com a contribuição voluntária de vários pesquisadores. Os membros do Fórum fizeram um esforço pessoal, e também por meio de suas entidades, para garantir esse espaço de interlocução, discussão e debate. É uma situação lamentável que o governo tente emperrar uma conferência, responsável por avaliar uma política de Estado como a de educação. Neste sentido, o governo atua para desconstruir esse PNE, fruto da luta histórica da sociedade em duas grandes conferências de educação”.
Na reunião do pleno do Fórum, o MEC optou por encaminhar proposta de adiar a aprovação do documento de referência por um um prazo de 30 dias. Em um esforço dos representantes da maioria das entidades, a proposta foi aceita por se tratar de um aceno para o diálogo de forma a assegurar a efetividade do PNE. Amanhã (22/02), às 10h, na sede da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), a Coordenação da Comissão de sistematização do FNE vai se reunir com a Secretaria Executiva Adjunta do MEC para definir um cronograma de ações.
Outro encontro do FNE ficou marcado, então, para os dias 27 e 28 de março, com a indicação de aprovar o Documento de Referência da CONAE 2018, de modo que se dê um retorno aos representantes dos fóruns estaduais, uma vez que, em maio, começam as atividades das conferências municipais nos Estados. Na reunião, os representantes do MEC ainda tentaram adiar a votação de outros dois pontos de pauta, discutidos nas comissões que se reuniram no dia anterior da reunião do pleno do Fórum. Com alguns votos contrários e algumas abstenções dos representantes do governo, tanto o Regimento Interno quanto as orientações gerais foram aprovadas, sem prejuízo de correções que necessitam serem feitas no corpo do texto.
A reunião do pleno do Fórum foi presidida pelo professor Heleno Araújo Filho, coordenador do Fórum, além de presidente da CNTE
Fonte: CNTE (Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação)

PREVISÃO PARA CHUVAS NO RN >> Emparn prevê chuvas dentro do normal no estado e que precipitações não encherão açudes

Exibindo O resultado da II Reunião de Análise e Previsão Climática para a Região Nordeste do Brasil, encerrada nesta terça-feira (21) na sede da Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte (EMPARN), prevê a tendência de que as chuvas apresentem um comportamento próximo da normalidade climatológica em grande parte do norte do Nordeste, incluindo o Rio Grande do Norte. 
De acordo com o Gerente de Meteorologia da EMPARN, Gilmar Bristot, “as chuvas serão mais intensas em regiões como o Alto Oeste e Vale do Assu. Já em áreas como o Seridó, Agreste e Litoral as precipitações devem ser mais escassas. A média de chuvas no semiárido para os próximos três meses deve girar em torno de 500mm, o que não será suficiente para encher os grandes reservatórios, mas garante uma boa recarga de água nas pequenas bacias”, afirma.
Os meteorologistas utilizaram uma imagem com base no mapa do Nordeste, sinalizando de cor verde a área que terá chuvas, a cor amarela para chuvas abaixo do normal e a cor cinza para definir a área de baixa visibilidade. A previsão é para a quadra chuvosa de março a maio. A elaboração do documento contou com a participação dos meteorologistas de instituições estaduais, além do INPE/INMET e Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA).
ANÁLISE
Com mapas ilustrando o documento final, os meteorologistas apresentaram a análise dos campos atmosféricos e oceânicos de grande escala (vento em superfície e em altitude, pressão ao nível do mar, temperatura da superfície do mar, entre outros) e dos resultados de modelos numéricos globais e regionais, assim como de modelos estatísticos de diversas instituições de meteorologia do Brasil (como a FUNCEME, INMET, CPTEC/INPE) e do exterior, o que acabou indicando o prognóstico climático para o período de março, abril e maio de 2017 na Região Nordeste do Brasil.
Na análise das condições oceânicas e atmosféricas, os meteorologistas concluíram que “no oceano Pacífico equatorial, observou-se uma condição de neutralidade, com algumas pequenas áreas na parte central ainda apresentando anomalias negativas de Temperatura da Superfície do Mar (TSM) alcançando até -1ºC. O enfraquecimento do Fenômeno La Niña ocorreu de acordo com os resultados dos modelos de previsão de anomalia de TSM, e a condição de neutralidade deverá prevalecer no Oceano Pacifico equatorial nos meses de março, abril e maio”.
Destacaram também que “no Oceano Atlântico, as águas estão mais aquecidas do que o normal em toda a bacia tropical, porém, com aquecimento ligeiramente mais pronunciado em termos de abrangência de áreas aquecidas na bacia norte, de forma que o dipolo do Atlântico apresentou, em janeiro, índice de +0,31, indicativo de uma condição ainda não favorável ao posicionamento da Zona de Convergência Intertropical, (ZCIT), sobre o setor norte do Nordeste”. Lembraram que “essa condição indica que as áreas mais ao norte da região serão beneficiadas com as chuvas provenientes da atuação da ZCIT, enquanto que as áreas mais ao sul da região serão pouco influenciadas pelas chuvas deste sistema meteorológico.
Em função de algumas variabilidades (cobertura vegetal, proximidade do oceano e efeitos topográficos), os especialistas recomendam o acompanhamento das previsões diárias de tempo, análises e tendências climáticas semanais, divulgadas pelos Núcleos de Meteorologia dos Estados do Nordeste. No mês de março a reunião dos especialistas acontecerá em Pernambuco, quando será divulgado o prognóstico para a quadra chuvosa de abril a junho, para o Nordeste, evidenciando principalmente a região leste. 
Fonte: Emparn.

terça-feira, 21 de fevereiro de 2017

CONTRA A REFORMA DE TEMER


OFICINA >> Campus Avançado Lajes oferta vagas para a II Oficina de Reciclagem


Campus Avançado Lajes oferta vagas para a II Oficina de ReciclagemO curso será oferecido ao público interno e à comunidade, objetivando a reciclagem de resíduos sólidos domiciliares. 

O Campus Avançado Lajes já prepara uma nova edição da IIOficina de Reciclagem, que faz parte do projeto de extensão “Avaliação de impactos ambientais e formação em educação ambiental da escola à comunidade”, edital 09/2016 PROEX/IFRN, promovido pelos professores Luciana Rabêlo, Jordana Costa, Helaine Silva e Marcelo Victor. O projeto tem por objetivo promover a educação ambiental, trabalhando em conjunto com a comunidade, no intuito de identificar problemas ambientais e contribuir com sugestões para melhoria da qualidade de vida da população. 
A oficina será realizada no próprio IFRN, dia 23 de fevereiro de 2017, a partir das 8 horas da manhã, com atividades relacionadas à reciclagem de materiais utilizados pela comunidade no seu dia-a-dia, estimulando a criatividade dos participantes em criar novos produtos a partir de materiais que possivelmente seriam descartados no ambiente.
Serão ofertadas trinta vagas para participação desta oficina, que serão preenchidas de acordo com a ordem de inscrição, por meio do link: https://tinyurl.com/iioficinaDez vagas serão destinadas ao público interno (alunos e servidores do IFRN) e vinte vagas serão destinadas à comunidade em geralNão perca tempo, participe!

POTENCIAL EÓLICO >> Rio Grande do Norte lidera produção eólica em 2016 em todo País


O Rio Grande do Norte permanece como principal produtor de energia eólica no Brasil é o que indica dados consolidados da Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE) divulgados nesta segunda-feira, 20.
Segundo o órgão, as usinas potiguares produziram 1.206 MW médios no período, aumento de 50% em relação a 2015. O levantamento aponta o estado da Bahia na segunda colocação com 693 MW médios (+54%), seguido pelo Ceará que alcançou 668 MW médios (+29%) e o Rio Grande do Sul com 519 MW médios (+39%) produzidos no primeiro semestre.
Os dados da CCEE também confirmam que o Rio Grande do Norte possui a maior capacidade instalada da fonte, somando 3.181 MW ao final de 2016, aumento de 27,5% em relação ao ano anterior. Em seguida, aparece o Ceará com 1.930 MW (+22,6%), a Bahia com 1.750 MW (+21,5%) e o Rio Grande do Sul com 1.621 MW (+6,8%).
Em 2016, o total de energia eólica entregue ao Sistema no país foi de 3.651 MW médios, aumento de 55,1% frente ao montante de energia gerado em 2015 (2.347 MW médios). 
Desempenho por Estado:
Dez maiores estados
produtores de energia eólica – 2016
Posição
Estado
MW médios
Rio Grande do Norte
1.206
Bahia
693
Ceará
668
Rio Grande do Sul
519
Piauí
331
Pernambuco
170
Santa Catarina
29
Paraíba
19
Sergipe
7
10º
Rio de Janeiro
8
 
Dez maiores estados
em capacidade instalada de energia eólica – 2016
Posição
Estado
MW
Rio Grande do Norte
3.181
Ceará
1.930
Bahia
1.750
Rio Grande do Sul
1.675
Piauí
915
Pernambuco
465,5
Santa Catarina
224
Paraíba
59,5
Sergipe
34,5
10º
Rio de Janeiro
28