quinta-feira, 18 de setembro de 2014

Cidadania >> Vamos lá pessoal! Esse é um desafio importante que precisa ser multiplicado

 

Fonte: Imagens do Facebook

Exemplo positivo >> Sem Terra demonstram força da agricultura camponesa na 15ª Feira da Reforma Agrária, em Alagoas

A velocidade e o volume da comercialização demonstraram o déficit que vive a população urbana em relação ao acesso a alimentos saudáveis e sem agrotóxicos.


Foram mais de 600 toneladas de produtos comercializados durante a 15ª Feira da Reforma Agrária, que aconteceu entre os dias 10 a 13 de setembro na capital alagoana, em Maceió.

Assentados e acampados de todo o estado puderam mostrar a força da agricultura camponesa ao levaram alimentos saudáveis, artesanatos, discussões sociopolíticas e manifestações culturais à população de Maceió, ao ocuparem por quatro dias a Praça da Faculdade (praça Afrânio Jorge).

A velocidade e o volume da comercialização demonstraram o déficit que vive a população urbana em relação ao acesso a alimentos saudáveis e sem agrotóxicos.

Comidas típicas preparadas na hora foram um dos maiores sucessos da Feira 
















E a realização das feiras da Reforma Agrária em diversos estados tem representado a proposta dos Sem Terra em relação ao modelo de agricultura proposto pelos camponeses para o campo brasileiro.

“Essas feiras é a desvelada e real demonstração da necessidade de um modelo de agricultura que não esteja preocupado com o lucro, a especulação e a destruição dos bens da natureza”, acredita Débora Nunes, da coordenação nacional do MST.

Segundo Débora, o MST fortalece um processo de conscientização de base audacioso no campo, que propõe uma real transição a uma agricultura de matriz agroecológica.

“Por isso, defendemos e insistimos na mudança de matriz produtiva e tecnológica, com uma produção agroecológica que cuide da terra, das águas e principalmente da vida das pessoas. Defendemos e lutamos por um modelo que produza alimentos saudáveis para a sociedade”, afirma.

Segundo dados Campanha Permanente contra os Agrotóxicos e pela Vida, cada brasileiro consome em média 5 litros de veneno por ano. Em 2013, o Instituto Nacional do Câncer (INCA) relacionou essas informações com o crescente aumento das ocorrências de câncer na população brasileira.


Para além da capital

Além da Feira na capital Maceió, dezenas de feiras espalhadas pelos municípios também se enchem de produtos vindos das roças de acampados e assentados da Reforma Agrária.

Cada plantio, cada orientação técnica, cada formação da cadeia produtiva e seus processos de comercialização articulam-se numa transição que exige tempo e diálogo formativo.

Nesse sentido Débora explica que o MST tem lutado pela efetivação de uma política nacional de agroecologia para dar sustentação a essa transição de um modelo convencional para o agroecológico, e que ela deve ser sistêmica, e não focal.

Em diversas lutas tem sido pautada a necessidade de dar um olhar especial à atual ameaça representada pelo modelo do agronegócio, com o aprisionamento e envenenamento dos recursos naturais.

“As conseqüências desse modelo atinge todos os alimentos, assim como os derivativos, como pães, farinhas, etc. Isso indica uma violenta perda de soberania alimentar das populações”, observa a Sem Terra.

Ela ainda credita que para além das marchas e negociações com o Estado, é nas feiras que a contraproposta camponesa ganha seu
espaço.

“É na Feira que podemos reafirmar a sociedade a necessidade e o compromisso de seguirmos lutando para que a Reforma Agrária seja realizada como forma de resolver grande parte dos problemas das cidades”, aponta.

Clique aqui para ver mais fotos da Feira

Por Gustavo Marinho e Rafael Soriano -  Da Página do MST 


Eleições >> Advogado lança livro sobre elegibilidade nas eleições

Nilo Ferreira é o autor da obra “Direito eleitoral e moralidade” e fala sobre definições de elegibilidade.

O advogado explicou a escolha do tema. “Essa temática já vem sendo discutida a bastante tempo. E você tratar a moralidade e a vida pregressa com uma condição de elegibilidade já não tanto uma novidade, digamos assim".

A vida pregressa do candidato como condição de elegibilidade nas eleições. Este é o foco do advogado e professor Nilo Ferreira na obra “Direito eleitoral e moralidade”. Para comentar o assunto, Nilo esteve no RN Acontece da Band desta quarta-feira (17).

O advogado explicou a escolha do tema. “Essa temática já vem sendo discutida a bastante tempo. E você tratar a moralidade e a vida pregressa com uma condição de elegibilidade já não tanto uma novidade, digamos assim".
 
O primeiro debate foi no Tribunal de Roraima, no caso de Eurico Miranda, que na verdade o TSE reconheceu como uma inelegibilidade, mas teve dos sete votos, três que o tratava como uma condição de elegibilidade. Na verdade o que a gente trata é essa diferenciação do que são as condições de elegibilidade e o que é elegibilidade. Porém, não há uma definição, digamos, metódica”.

Nilo Ferreira ainda falou das condições de elegibilidade previstas na lei eleitoral. “Primeiramente o critério cronológico é a idade e segundo a filiação partidária, além da escolha em convecção do partido e também se tem como uma das condições de elegibilidade a questão do analfabetismo. No geral são essas”.

O lançamento do livro “Direito eleitoral e moralidade”, do professor e advogado Nilo Ferreira, acontece na próxima semana, a partir 18h, na Livraria Saraiva do Midway Mall. 
 
Fonte: site Nominuto.com

Semana Nacional de Trânsito será aberta nesta quinta no RN >> Algo que em nossa cidade já se torna uma necessidade


Evento inaugural acontece no auditório do SEST/SENAT em Natal

A Semana Nacional de Trânsito será aberta em Natal nesta quinta-feira (18). A solenidade acontece no auditório do SEST/SENAT, localizado na Avenida Omar O´Gray, a partir das 9h.

O momento contará com apresentações de coral e teatro pedagógico, além de uma palestra sobre a relação e construção do pedestre e o trânsito. A programação completa vai ser anunciada durante o evento

Neste ano, o Detran/RN, a Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana (STTU) a e Polícia Rodoviária Federal vão atuar em parceria. A subcoordenadora de Educação no Trânsito do Departamento, Lígia Fagundes, falou da importância das atividades integradas. “A integração dos órgãos que atuam no trânsito e a troca de experiências fortalecem o evento e dá maior visibilidade ao tema que é de extrema importância para a sociedade”.

Durante a Semana, que se estende até o dia 25 deste mês, as instituições envolvidas vão realizar mesas redondas, oficinas, palestras, atividades socioeducativas e blitzen. Os trabalhos vão abordar o tema “Cidade para as Pessoas: Proteção e Prioridade ao Pedestre”, que foi definido como prioridade pelo Conselho Nacional de Trânsito (Contran).

Dentro desse assunto, também serão desenvolvidas ações educativas integradas nas faixas de pedestres e passarelas da capital, buscando reforçar a prática segura da travessia, como também o respeito mútuo entre motorista e pedestre.

O Contran aborda pela terceira vez a temática do pedestre no trânsito. No ano de 2000 o assunto escolhido foi “Faixa de Pedestre, a vida pede passagem” e em 2005 a ênfase foi “No Trânsito Somos Todos Pedestres”. A Semana Nacional está prevista no artigo 326 do Código de Trânsito Brasileiro (CTB) e tem a missão de fazer o indivíduo refletir sobre sua responsabilidade enquanto cidadão e integrante do sistema viário.
Fonte: Assessoria de Comunicação Detran/RN

Lazer e Qualidade de vida >> Inscrições para passeio ciclístico em cidades do RN terminam sexta-feira

Esta será a segunda edição do CicloSesc (Foto: Moraes Neto)

Passeio acontece em Mossoró, Caicó, Assú, Currais Novos e Macaíba. O Evento acontece simultaneamente nestas cidades no domingo (21).

Do G1 RN

As inscrições para mais uma edição do CicloSesc, passeio ciclístico que alia lazer, turismo, esportes e solidariedade, terminam nesta sexta-feira (19). Mossoró, Caicó, Assú, Currais Novos e Macaíba são as cidades onde o passeio será realizado de forma simultânea no domingo (21), com largada às 8h. Para se inscrever, basta doar 2 quilos de alimentos não perecíveis na unidade Sesc do município ou na sede do Sindicato do Comércio Varejista local.

Os alimentos arrecadados nas inscrições serão destinados ao Mesa Brasil, projeto do Sesc que combate a fome e o desperdício de alimentos. Na concentração, será feito um alongamento com os ciclistas, para evitar contusões musculares e prepará-los para o percurso de 10 km. Ao final do passeio, os ciclistas participam do sorteio de bicicletas – quatro para cada cidade –, recebem lanches e contam com aulas de Aerodance e recreativas.

Além disso, o percurso do CicloSesc foi elaborado para abranger os principais pontos turísticos do município, de modo a levar o morador a redescobrir a história da sua terra. O Casarão dos Guararapes (Macaíba), a Casa de Pedra (Caicó), o Museu da Resistência (Mossoró), o Canyon dos Apertados (Currais Novos) e a Lagoa do Piató (Assú) são algumas das belezas naturais e arquitetônicas evidenciadas ao longo dos trajetos pelos instrutores.

Sobre o CicloSesc
O CicloSesc é mais uma ação do Serviço Social do Comércio do Rio Grande do Norte (Sesc RN) que estimula a prática de esportes em busca de uma melhor qualidade de vida. É o 2º ano consecutivo em que o projeto é realizado simultaneamente em cinco cidades.

Serviço
O quê? Inscrições abertas para o CicloSesc 2014
Quando? Até sexta-feira (20/09)
Quanto? 2 kg de alimentos não perecíveis (exceto sal)
Data do CicloSesc? 21/09 | Concentração a partir das 7h | Saída às 8h
Onde?
Caicó
Inscrições e largada: Sesc Seridó
Mossoró
Inscrições e largada: Sesc Mossoró
Macaíba
Inscrições e largada: Sesc Macaíba
Currais Novos
Inscrições: sede do Sindicato do Comércio Varejista
Largada: Praça Coreto Guarani
Assú
Inscrições: sede do Sindicato do Comércio Varejista
Largada: Praça São João Batista

quarta-feira, 17 de setembro de 2014

Eleição Presidencial >> Artistas e intelectuais divulgam manifesto pró-Dilma

artistas intelectuais dilma

Fonte: site Pragmatismo político

Artistas e intelectuais afirmam que o Brasil nunca viveu um processo “tão profundo de mudança e de justiça social, assegurando os direitos daqueles que sempre foram abandonados”. Confira a lista completa dos apoiadores

Dezenas de artistas, intelectuais e jornalistas lançaram um manifesto em apoio a reeleição de Dilma Rousseff. 

A lista reúne nomes como os dos cantores e compositores Chico Buarque, Chico César, Alcione, Beth Carvalho e Leci Brandão. Atores como Osmar Prado, Paulo Betti, Matheus Nachtergaele, Chico Diaz, Sergio Mamberti, Silvia Buarque, Tonico Pereira, Hugo Carvana e Ângela Vieira e os escritores Luis Fernando Veríssimo, Fernando Morais, Leonardo Boff e Silvano Santiago, entre outros, também assinam o texto intitulado “A primavera dos direitos de todos: ganhar para avançar”.

“Os brasileiros decidem agora se o caminho em que o país está desde 2003 é positivo e deve ser mantido, melhorado e aprofundado, ou se devemos voltar ao Brasil de antes – o do desemprego, da entrega, da pobreza e da humilhação”, diz trecho do texto publicado no site manifesto.dilma.com.br (veja aqui a relação completa dos apoiadores de Dilma).

O manifesto afirma que nunca o país viveu um processo “tão profundo e prolongado de mudança e de justiça social, reconhecendo e assegurando os direitos daqueles que sempre foram abandonados”. Abandonar esse caminho para retomar fórmulas econômicas que protegem os privilegiados de sempre, segundo os signatários, seria um “enorme retrocesso”.

Os três presidenciais que despontam nas pesquisas têm buscado reunir o apoio de intelectuais e artistas. Na semana passada, o candidato Aécio Neves (PSDB) lançou um site com uma centena de apoiadores. Entre eles, acadêmicos e gestores com passagem pelo governo Fernando Henrique Cardoso.

Como explicar a uma criança quais as partes do corpo que não devem ser tocadas por outras pessoas?

Como ensinar a regra "Aqui ninguém toca"?
 A regra “Aqui ninguém toca” foi criada pelo Conselho da Europa para ajudar os pais e os educadores a falar sobre o abuso sexual de crianças e pode ser uma ferramenta muito eficaz para prevenir este tipo de crime.

Trata-se de um guia simples de ajuda aos pais na explicação a dar aos seus filhos sobre as partes do corpo que não devem ser tocadas por outras pessoas, como reagir se isso acontecer e onde procurar ajuda.
Mas em que consiste a regra do“Aqui ninguém toca”?

É simples: uma criança não se deve deixar tocar nas partes do corpo normalmente cobertas pela roupa interior assim como não o deve fazer aos outros.

As crianças são as donas do seu corpo e existem segredos bons e maus, assim como contatos físicos bons e maus. Como ensinar a regra "Aqui ninguém toca"?

Para mais informações, consulte o site aqui.

Arte, Cultura e História >> "Circuito Universitário de Cinema"

#Exibição - Começa nesta quarta-feira (17), em Natal, a primeira edição do "Circuito Universitário de Cinema", mostra de filmes sobre o período da Ditadura Civil-Militar na América Latina e suas consequências. O evento é nacional e é realizado nos meses de agosto e setembro em universidades, escolas e instituições de ensino de todo o Brasil.
Serão exibidos três filmes durante o circuito: “Setenta – 70”, de Emília Silveira, “Duas Histórias”, de Ângela Zoe e o inédito ‘500 – Os Bebês roubados pela Ditadura Argentina’, de Alexandre Valenti. Este último terá sua estreia durante o Circuito e é considerado um dos destaques do evento.
Todas as exibições serão seguidas de debates sobre o tema, com a participação de acadêmicos, pesquisadores, pessoas de movimentos sociais e culturais, além dos diretores ou produtores dos filmes. Serão realizadas seis sessões em cada uma das 27 Unidades da Federação e para a produção da mostra haverá um Agente Mobilizador por estado para articular as exibições, divulgar o evento e ajudar na pesquisa de debatedores.
O Circuito Universitário de Cinema é um projeto realizado pela MPC & Associados em parceria com a Petrobras.

Programação em Natal:

>>17/09 - Filme: 70 Setenta
19h | Anfiteatro do C.C.E.T. (UFRN)
Debate com: Leilane Asssunção, Historiadora. profa. UFRN Dpto. de História e Roberto Monte, fundador do DHNET.org, referência em Direitos Humanos. Mediado por Ruy Rocha, jornalista, professor UFRN e apresentador do programa Xeque-Mate TVU

>>18/09 - Filme: Duas Histórias
19h às 21h | Auditório BCZM, Lagoa Nova (UFRN)
Debate com: Jarbas Martins Professor de jornalismo UFRN e poeta. Juliano Homem de Siqueira é sociólogo, advogado e filosofo, foi preso e torturado inúmeras vezes pela ditadura do Brasil e teve que viver no exílio. Hoje ele é presidente do PT .

>>19/09 - Filme: 70 Setenta (Reprise)
9h às 11h | Estácio, Romualdo Galvão
Debate com: Haroldo Carvalho Departamento de História da UFRN ministra as disciplinas: História do Brasil República, História Econômica e História da América Latina. Autor do livro “A Trama da Integração: Soberania e Identidade do Cone Sul”

>>23/09 - Filme: 500 – Os bebês roubados pela Ditadura Argentina
19h às 21h | Anfiteatro do C.C.E.T. (UFRN)
Debate com: Paulo Braz Schettino, Guru em cinema, atuou em algumas produções cinematográficas com mestres como Ruy Guerra. Yara Gurgel, professora de Direito da UFRN, graduação e mestrado (Direito Trabalhista e Direitos Humanos)

24/09 - Filme: Duas Historias
19h | Mini Auditório UERN- Ayrton Senna
Debate com: Jana Sá, seu pai Glênio Sá, lutou na Guerrilha do Araguaia e foi um dos 8 sobreviventes. Jana Sá é dirigente do PC do B /RN. Maria Emilia Monteiro Porto Professora de História da UFRN. Doutora pela Universidad de Salamanca - Pós-doutorado no CSIC Instituto de Historia.

25/09 - Filme: 500 – Os bebês roubados pela Ditadura Argentina
19h | Mini Auditório UERN- Ayrton Senna
Debate com: Jeane Fialho é Historiadora. Tem Especialização pela UFRN em Historia, Memoria e Arquivos e membro da Comissao pela Memoria, Justica e Verdade do Municipio de Natal. Luciano Capistrano é Historiador da SEMURB -Chefe do Setor de Patrimônio Histórico; Coordenador do Programa Memória (SEMURB); autor do livro "O Golpe Militar no Rio Grande do Norte e os Norte- riograndenses mortos e desaparecidos (1969-1973)".
...................................................................................................

>>>Sobre os Filmes

"70 Setenta"
(96 min | Documentário Direção: Emilia Silveira)
O Brasil vive o ápice da repressão promovida pelo regime militar. Prisões, torturas, desparecimentos e mortes são cada vez mais constantes. Com todas as vidas democráticas fechadas grupos de esquerda armada organizam sequestros de embaixadores para pressionarem o governo a negociar e a libertar companheiros presos. O documentário reencontra 18 personagens, que faziam parte de uma lista de setenta presos políticos libertos em troca do embaixador suíço Giovanni Enrico Burcher. Passados 40 anos do ocorrido o filme narra a emocionante visitação as memórias do período por parte destes sobreviventes, alternando histórias dramáticas, curiosidades e até mesmo momentos bem humorados de quem enfrentou a repressão e a violência.

"Duas histórias"
(52 min | Documentário | Direção: Angela Zoe)
Duas Histórias foi produzido com o apoio do projeto Marcas da Memória, da Comissão da Anistia do Ministério da Justiça, tendo como linha condutora a trajetória de dois militantes socialistas na luta contra a ditadura militar brasileira. O filme narra duas experiências diferentes, pois diferentes eram as concepções políticas que orientavam a resistência à ditadura. Mas são iguais na coragem, na dor, na sobrevivência e superação.

"500 – Os bebês roubados pela Ditadura Argentina"
(100 minutos | Documentário | Direção: Alexandre Valenti)
Entre 1976 e 1983, a Argentina viveu sombrios anos de ditadura militar. Neste período, famílias inteiras foram despedaçadas pela repressão clandestina empreendida por um estado terrorista que ceifou a vida de cerca de 30 mil argentinos. Dentre as práticas mais aterradoras deste regime estava o sequestro sistemático de bebês e crianças, filhos de presos e desaparecidos políticos, que eram apropriados por seus algozes com espólio de guerra. A partir da iniciativa das Avós da Praça de Maio criou-se o “Banco dos 500”, com amostras de seu próprio sangue, o que possibilitou a descoberta de 114 das 500 crianças sequestradas. Reunidos às suas famílias reais e às suas verdadeiras identidades, os jovens nascidos nas maternidades dos campos da morte, juntamente com as Avós da Praça de Maio confrontam, em 2011, perante o Tribunal de Buenos Aires, os dignitários da mais sangrenta ditadura Argentina, acusados de genocídio e crimes contra a Humanidade: um caso histórico, único e universal. O documentário “500 – Os bebês roubados pela Ditadura Argentina” narra esta incansável luta das avós e seus netos que continua, diariamente, até que o último dos “500” seja encontrado.

Qualificação >> Conacan oferece 300 vagas para cursos gratuitos de idiomas em Natal

Vagas são para cursos de inglês, francês, espanhol e italiano. Inscrição vai até 30 de setembro e custa R$ 30.

Do G1 RN

O Conselho de Moradores de Candelária (Conacan), bairro da Zona Sul de Natal, oferece 300 vagas para cursos de inglês, francês, espanhol e italiano. As inscrições podem ser feitas na sede do Conacan até o dia 30 de setembro e custam R$ 30. Os cursos são gratuitos.

Para se inscrever, o candidato precisa levar RG, CPF e comprovante de residência.As inscrições podem ser feitas das 8h às 12h e das 14h às 18h na secretaria do Conacan. Outras informações podem ser obtidas através do telefone (84) 2010.2341.