sábado, 25 de outubro de 2014

No dia 26 de outubro, vote Dilma. Por mais mudanças. O Brasil precisa continuar avançando!

 
#13rasilTodoComDilma


Intelectuais, músicos, escritores, políticos e gestores declaram seu apoio à reeleição de Dilma Rousseff. 

No dia 26  de outubro, faça como eles e vote 13. Por um Brasil mais justo. Por um Brasil com mais educação, mais saúde, mais moradia.

No dia 26 de outubro, vote Dilma. Por mais mudanças. O Brasil precisa continuar avançando!

Dilma Coração Valente com Giovanna Lima

CRIME DA REVISTA VEJA É GROTESCA FRAUDE JORNALÍSTICA....(e eles já foram éticos algum dia na vida???)


 A revista que hoje pertence aos irmãos Giancarlo e Victor Civita Neto cometeu um atentado à democracia brasileira; a dois dias de uma eleição presidencial, fez circular uma edição sensacionalista, que acusa a presidente Dilma Rousseff, favorita à reeleição, assim como o ex-presidente Lula, de "saberem de tudo" na Petrobras, a partir da delação premiada do doleiro Alberto Youssef; eis o que diz a própria reportagem: "O doleiro não apresentou – e nem lhe foram pedidas – provas do que disse. 
Por enquanto, nessa fase do processo, o que mais interessa aos delegados é ter certeza de que o depoente atuou diretamente ou pelo menos presenciou ilegalidades"; o depoimento já foi negado pelo advogado e a revista Veja teve ainda a desafaçatez de negar interesse eleitoral na publicação da reportagem; banditismo midiático supera todos os limites e envergonha o País.

sexta-feira, 24 de outubro de 2014

Destaque local >> Trabalho em das mulheres da Associação do Alto da Maternidade e Cohab



Um trabalho vem se destacando em nossa cidade, coisa que em muitas cidades não tem que é a confecção de produtos com a palha da carnaúba, algumas moradoras se reuniram a cerca de um ano, começou aos poucos mais que está crescendo a cada dia, alguns produtos estiveram presentes na Expolajes2014 servindo de amostra e ao mesmo tempo as artesãs vendia seu produto, eu já tinha visto em uma postagem no face da Vereadora Rosa, o produto, a matéria prima ainda vem de outra cidade, na nossa região com o problema da seca não se tem essa matéria prima.

A associação vende seus produtos através de contatos pessoais, ou se quiser visitar é só se locomover até a rua Alzira soriano de frente a CAERN de Lajes, os produtos são diversificados, variados de acordo com a necessidade do consumidor ou cliente, vai desde um coração para ser recheado com bombons até mesmo um baú para roupas.

Precisamos olhar com outros olhos para nossos profissionais, seria bom que dos 9 vereadores que existe em nossa câmara municipal cada um representasse o bairro A ou B assim teria mais tempo e atenção com as pessoas que ali estão a precisar, vamos divulgar nossos artesãos locais. Parabéns pela dedicação destas mulheres que estão na profissão para aumentar sua renda mensal.

Fonte: Blog Cabugi Notícia

Esclarecendo >> Eleitores que não votaram no 1º turno poderão votar no 2º

Aquele que não comparecer no dia das eleições e nem justificar a ausência pode optar por pagar multa no valor de R$ 3,51

Os eleitores que não votaram no 1º turno das eleições deste ano podem exercer o seu direito civil normalmente neste domingo (26), durante o 2º turno. A regra vale para todos, mesmo para quem ainda não foi ao um cartório eleitoral para esclarecer a ausência.

Neste caso, o eleitor deve se dirigir a qualquer cartório eleitoral até o dia 4 de dezembro e apresentar o requerimento de justificativa e a documentação comprobatória da impossibilidade de comparecimento ao pleito, para que o juiz eleitoral a examine.

Aquele que não comparecer no dia das eleições e nem justificar a ausência pode optar por pagar multa no valor de R$ 3,51. Para isso é necessário se dirigir a um cartório eleitoral portando o título de eleitor.

Impedimentos
Sem o comprovante de votação, ou de quitação de suas obrigações eleitorais, o eleitor fica impedido de exercer alguns direitos, tais como: inscrever-se em concurso público; ser empossado em cargo público; obter carteira de identidade ou passaporte; renovar matrícula em estabelecimento de ensino oficial; obter empréstimos em bancos oficiais; e participar de concorrência pública ou administrativa.

Caso não votem nem justifiquem a ausência, os servidores públicos ficam sem receber seus vencimentos até regularizarem a situação junto à Justiça Eleitoral.

Quem não votar em três eleições consecutivas - considerando cada turno uma eleição - e não justificar sua ausência terá sua inscrição eleitoral cancelada.

Essa regra não se aplica aos eleitores para quem o voto é facultativo - analfabetos, jovens entre 16 e 17 anos, e os maiores de 70 anos - e aos portadores de deficiência física ou mental que torne impossível ou demasiadamente oneroso o cumprimento das obrigações eleitorais.

Eleitor no exterior
O brasileiro que estava no exterior no dia do pleito, e não se cadastrou para votar no país onde se encontra, tem até 30 dias contados de seu retorno ao Brasil para justificar a ausência no cartório eleitoral.

Com informações do Portal Brasil

Estiagem >> Cidades do Seridó terão diminuição no abastecimento de água, diz Caern

Segundo a Caern, rio Piranhas-Açu tem metade do volume d'água registrado para o período (Foto: Padre Erivan Primo)Rio Piranhas-Açu sofre queda de volume e quatro municípios são atingidos. Companhia pede que população evite desperdício e economize água.

Do G1 RN
 
Quatro municípios potiguares devem sofrer com a diminuição do abastecimento de água devido a queda do volume do rio Piranhas-Açu, na região Seridó do estado. A orientação parte da Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte (Caern), que pede que a população evite o desperdício e enfoque na economia de água até que a situação seja normalizada.

Ainda segundo a Caern, atualmente o volume de água do rio Piranhas-Açu é de 43 centímetros, quando o normal fica em torno de 86 centímetros. A companhia diz que os municípios de Jardim de Piranhas, Timbaúba dos Batistas, São Fernando e Caicó serão afetados. Neste último, o abastecimento está sendo temporariamente realizado somente pelo açude Itans, responsável por 50% de toda a água que chega à cidade.

A Caern afirma ainda que, além da seca que atinge a região, a alimentação hídrica do rio - que é feita pelo complexo Curema-Mãe D'água, que tem nascente na Paraíba - está comprometida devido ao barramento da vegetação.

"O problema acontece na altura do rio Piancó, onde houve uma tentativa de intervenção por parte da Agência Nacional de Águas (ANA). Os técnicos tentaram retirar parte da vegetação manualmente, mas ainda não conseguiram liberar o fluxo normal da água. Um serviço de limpeza mecanizada, que pode acelerar o processo, só poderá iniciado após a conclusão da etapa manual. Fomos informados pela ANA que isto pode demorar, por isso é importante que a população faça a sua parte, economizando”, ressalta Bruno Medeiros, chefe da unidade de água em substituto de Caicó.

Dentre as recomendações, a Caern orienta que os moradores evitem lavar louça, cabelos ou escovar os dentes com a torneira ou chuveiro aberto. Além disso, a companhia pede que a população evite varrer as calçadas com água e que fique atenta a vazamentos em instalações internas nos imóveis.

Eleições 2014 >> Segundo turno: 79.452 eleitores solicitaram voto em trânsito

Essa é a primeira vez que o voto em trânsito ocorrerá em outras cidades além das capitais. O critério adotado é o município com mais de 200 mil eleitores

No próximo dia 26 de outubro os eleitores brasileiros voltarão às urnas para escolher o futuro presidente da República no segundo turno das Eleições 2014. Em todo o país, 79.452 eleitores solicitaram voto em trânsito, ou seja, votarão fora do seu domicílio eleitoral em uma das 91 cidades que vão dispor das urnas especiais para esse fim.

Na mesma data também ocorrerá a votação em segundo turno para governador em 13 estados e no Distrito Federal. No entanto, o voto em trânsito só é possível para o cargo de presidente da República.

O prazo para solicitar o voto fora do domicílio eleitoral terminou no dia 21 de agosto de 2014. Esses eleitores não precisaram transferir o título para a localidade onde irão votar este ano, ou seja, na próxima eleição poderão votar normalmente na localidade onde estão cadastrados.

Para votar em trânsito é preciso que o eleitor esteja com a situação regular no cadastro eleitoral e apresente um documento oficial com foto. Uma vez cadastrado nessa modalidade, ele ficará automaticamente apto a votar no local onde informou que estará no dia do pleito, mas será desabilitado para votar na sua seção de origem.

Essa é a primeira vez que o voto em trânsito ocorrerá em outras cidades além das capitais. O critério adotado é o município com mais de 200 mil eleitores, sendo que a seção destinada à recepção do voto deverá conter no mínimo 50 e no máximo 600 eleitores.

Quando o número mínimo não é atingido, os eleitores habilitados são informados da impossibilidade de votar por meio dessa modalidade no município por eles indicado. Nesse caso, ficará cancelada a habilitação dos eleitores para votar em trânsito e eles deverão justificar a ausência ou votar na seção de origem.

Clique aqui para conferir as 216 seções criadas para o eleitor votar em trânsito.

Fonte: TSE

Sociedade >> Projeto identifica apostador para coibir lavagem de dinheiro

 Projeto de Humberto Costa (PT-PE) tem o objetivo de dificultar a lavagem de dinheiro por meio das loterias. A principal mudança proposta pelo PLS 163/2011 é a identificação dos apostadores nas loterias administradas pela Caixa Econômica Federal. A identificação seria feita por meio do número do Cadastro de Pessoa Física (CPF) no bilhete.

Na avaliação do senador, a falta de exigência de identificação do apostador tem possibilitado a utilização das loterias pelo crime organizado. No esquema, o dono ou funcionário da lotérica aborda o ganhador e oferece comprar o bilhete premiado por um valor maior que o do prêmio. Assim, o dinheiro sujo é transformado em “limpo”, como se fosse proveniente da premiação.

“Além de dificultar a lavagem de dinheiro por meio dos prêmios da loteria, a medida proposta contribuirá para dar mais transparência à atividade lotérica no Brasil e facilitar a identificação de apostadores premiados descuidados, que poderão ser informados sobre os prêmios não reclamados, até mesmo no caso de terem perdido o bilhete premiado”, argumenta o senador na justificação do projeto.

Fonte: Jornal do Senado

quinta-feira, 23 de outubro de 2014

Mar vermelho de 30 mil pessoas toma as ruas de Petrolina com Dilma

“Nós fomos capazes de enfrentar a seca e conviver com a seca", lembrou Dilma.

Em ato de campanha que reuniu mais de 30 mil pessoas em Petrolina, Pernambuco, nesta terça-feira (21), a presidenta Dilma Rousseff, candidata à reeleição, destacou que, diferente dos tucanos, os governos de Lula e Dilma mudaram a realidade do seminário e enfrentaram a seca.

“Nós fomos capazes de enfrentar a seca e conviver com a seca. Nós sabemos que a seca vem e temos que estar preparados para ela. O estado mais rico do Brasil, o estado de São Paulo, não se preparou para a seca. O Nordeste se preparou e diante da maior seca, nós temos condições de viver aqui e não ficar catando pingo de água por aí. As milhões de cisternas são uma benção que construímos”, pontuou a candidata.

Durante o ato, Dilma leu um bilhete que recebeu de uma eleitora agradecendo a oportunidade da filha estudar na Austrália por meio do programa Ciência Sem Fronteiras, que prevê bolsas de estudo no exterior. “Eu li esse bilhete porque o Ciência Sem Fronteiras hoje beneficia todos os brasileiros, beneficia uma pessoa do Semiárido e várias pessoas”, destacou Dilma.

Sobre o Semiárido, Dilma destacou: “Está é uma das mais importantes regiões desse país, apesar do que acham os tucanos. Eles dizem que os votos que tivemos aqui foram de pessoas ignorantes. Nós somos ignorantes porque ignoramos os tucanos. Nós não reconhecemos os tucanos como alguém que fez uma política em favor de nenhum estado brasileiro, muito menos do Nordeste”, pontuou a presidenta.

Ainda nesta terça (20), Dilma e o ex-presidente Lula estarão em Goiânia para uma caminhada e, logo depois, Recife.


Da Redação do Portal Vermelho Com informações do Muda Mais

O Brasil não pode retroceder >> O que está em jogo no segundo turno?


Movimentos e intelectuais da esquerda alertam para o retrocesso do que pode significar um retorno da política neoliberal do PSDB

O Partido dos Trabalhadores (PT) e o Partido da Social Democracia Brasilei­ra (PSDB) travam novamente a disputa, em segundo turno, para o principal car­go eletivo do país: a Presidência da Re­pública.

O azul dos tucanos e o vermelho do PT deixaram novamente a chamada “ter­ceira via” distante do segundo turno das eleições presidenciais. O que parecia uma forte tendência de novos persona­gens inseridos no debate acabou se tor­nando o reforço da velha polarização.

Dilma Rousseff, defendendo sua ree­leição e mais quatro anos de governo do Partido dos Trabalhadores. Aécio Ne­ves, que obteve mais de 30 milhões de votos no primeiro turno, é o candida­to tucano que talvez tenha mais chan­ces de vencer a eleição desde a derrota de José Serra em 2002.

Partidos com visões parecidas demais para alguns, um modelo diferente de desenvolvimento para outros, acontece que está na hora de se decidir: Dilma, Aécio ou nulo?

O Brasil de Fato fez essa pergunta para líderes de movimentos sociais e in­telectuais da esquerda brasileira e a res­posta foi unânime: reeleger Dilma Rous­seff para evitar um retrocesso maior com a volta dos tucanos ao poder.

É a opinião do coordenador do Mo­vimento dos Trabalhadores Sem Te­to (MTST) Guilherme Boulos que argu­menta que seu voto em Dilma se dá não por avaliar que o PT tenha feito um go­verno de esquerda, mas que Aécio e o PSDB são opções à direita.

“Aécio representa o retrocesso conser­vador. Representa a retomada de pautas de precarização, ataques à previdência pública, privatização de setores estraté­gicos e criminalização das lutas popula­res”, apontou.

A militante da Marcha Mundial da Mulheres Nalu Farias aponta que é a hora de uma mobilização entre os mo­vimentos organizados para que se im­peça as manipulações da mídia tradicio­nal nessa eleição e “garantir que o deba­te seja feito em igualdade de condições”.

“Para eleger Dilma é necessário ter uma campanha que explicite as dife­renças de projetos, que dê seguimen­to ao que foi no primeiro turno em re­lação a politização do debate. É neces­sário também uma ampla mobilização, tanto das campanhas organizadas mas também do conjunto de movimentos sociais e organizações que têm um com­promisso com a construção da justiça e da igualdade nesse país”, explicou.

Potencial energético >> Rio Grande do Norte assume liderança em energia eólica

Pela primeira vez, o Rio Grande do Norte supera o vizinho Estado do Ceará, pioneiro na utilização comercial da energia eólica no Brasil, na capacidade instalada desse tipo de energia. De acordo com o Boletim das Usinas Eólicas, publicado na última segunda-feira, 20, pela Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE).

O RN assumiu a liderança nacional em energia eólica, com 1.158 megawatts (MW) de potência instalada, contra os 1.073MW em território cearense.

Os dados foram reforçados, na terça-feira (21), pelo presidente da Empresa de Pesquisa Energética (EPE), Maurício Tolmasquim, em sua conta no Twitter, ao destacar a importância do leilão de fontes alternativas de energia, marcado para o dia 10 de abril de 2015, conforme portaria publicada na última segunda-feira, no Diário Oficial da União.

Na sequência dos Estados com maior capacidade instalada, vem o Rio Grande do Sul, com 610MW, quantidade que representa apenas 56% da registrada no Ceará. Os Estados da Bahia (528MW), Santa Catarina (222MW) e Piauí (88MW) vêm em seguida.

Apesar de estar na quinta colocação em capacidade instalada, a Bahia, de acordo com o boletim da CCEE, é o Estado brasileiro com os melhores ventos. O chamado "fator de capacidade médio" do estado chega a 60%, o maior do País. O Piauí vem logo atrás, com fator 59%. Já o estado do Ceará é o terceiro nesse ranking, com 50%.

O boletim da CCEE aponta que o conjunto de usinas eólicas em operação no Brasil produziu 1.898MW médios em energia elétrica, em agosto, o que corresponde a um fator de capacidade médio de 50%. O órgão destaca que esta é a maior produtividade já registrada pelos parques desde o início do acompanhamento, em dezembro de 2012.

"Os números adquirem especial relevância quando comparados com o fator de capacidade médio verificado em 2013, nos países com maior capacidade eólica instalada, como China (23,7%), Estados Unidos (32,1%), Alemanha (18,5%) e Espanha (26,9%)", destaca o boletim. Brasil tem ampliação de 75,8% de capacidade instalada

A capacidade instalada das eólicas teve aumento de 75,8% neste ano, até agosto, mês que fechou com 3.834MW em potência da fonte. O Nordeste foi o principal responsável por essa expansão, registrando um crescimento da capacidade no período, da ordem de 104% - de 1.451MW em dezembro de 2013, para 2.962MW em agosto de 2014. Até o período, a região possuía 119 parques geradores, que representam 77,3% da capacidade instalada no Brasil.

O Nordeste atingiu, em agosto, o pico histórico de 1.618MW médios, passando a representar 85,3% do total de energia eólica gerado no País. O aumento da geração na região, em comparação com mesmo mês do ano passado, foi de 151%.

O boletim destaca que, no referido mês, três novas usinas entraram em operação comercial, todas elas no Ceará. O Estado, juntamente com Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Bahia e Santa Catarina totalizaram 94% de participação na geração média, em agosto.

A energia proveniente de fonte eólica é comercializada por meio de contratos resultantes do Programa de Incentivo às Fontes Alternativas (PROINFA), de leilões do Ambiente de Contratação Regulada (ACR) e de negociações no Ambiente de Contratação Livre (ACL).

Enem 2014 >> Candidatos podem acessar cartão de confirmação a partir do dia 27

Da Agência Brasil

A partir da próxima segunda-feira (27), os cartões de confirmação de inscrição no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) estarão disponíveis na página do exame na internet. Para ter acesso, o estudante deve o informar o CPF e a senha escolhida na hora da inscrição.

Segundo o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), também a partir da próxima semana, começarão a chegar aos endereços informados pelos candidatos os cartões enviados pelo correio.

O documento de confirmação traz os dados pessoais do participante – nome, CPF, número de inscrição no Enem, data, hora e local das provas, opção de língua estrangeira (inglês ou espanhol), necessidade de atendimento especializado ou específico (quando houver) e indicação de solicitação de certificação do ensino médio (se for o caso).

Aqueles que acessarem o cartão pela internet deverão conferir as informações antes de imprimi-lo.
Caso cartões enviados pelo correio sejam devolvidos, o Inep entrará em contato com os candidatos por meio de SMS e mensagem eletrônica, por celular e e-mail.

Segundo o instituto, quem não receber o cartão, não conseguir imprimir pela internet ou constatar erro no documento, deve entrar em contato com o atendimento ao participante, pelo telefone 0800616161.
As provas do Enem serão nos dias 8 e 9 de novembro. Mais de 8,7 milhões se inscreveram para o exame.

Não é obrigatório levar o cartão no dia da prova. No entanto, é indispensável apresentar um documento de identificação com foto, como carteira de identidade ou de motorista.

quarta-feira, 22 de outubro de 2014

O Brasil quer continuar seguindo em frente...

Com a força da militância chegaremos lá! Estamos na reta final e agora é hora de muito trabalho. 
Participe, mobilize-se e #Dia26VoteDilma13

Eleições 2014 >> Comícios terminarão quinta-feira; veja outras datas da reta final

Voto: datas importantes que antecedem às eleições (TSE)Voto: datas importantes que antecedem às eleições (TSE)Na reta final das eleições, eleitores, partidos e coligações precisam estar atentos a prazos estabelecidos no calendário eleitoral. Por exemplo, quinta-feira (23) é o último dia para os candidatos promoverem reuniões públicas de campanha ou comícios.

Os últimos programas da propaganda eleitoral gratuita do segundo turno no rádio e na televisão irão ao ar na sexta-feira (24). Esta também é a data limite para divulgação paga de propaganda  eleitoral, na imprensa escrita, e reprodução na internet do jornal impresso.

Na sexta-feira, os presidentes de mesa que não tiverem recebido o material destinado à votação deverão comunicar a falha ao juiz eleitoral. Debates políticos na televisão ou no rádio também só podem ser realizados até a meia-noite de sexta-feira.

O sábado (25), um dia antes do pleito, entre as 8h e as 22h, é o prazo final para propaganda eleitoral com alto-falantes ou amplificadores de som, distribuição de material gráfico, caminhadas, carreatas, passeatas ou carros de som divulgando jingles ou mensagens de candidatos.

No domingo (26), aproximadamente 143 milhões de eleitores elegerão, além do presidente da República, governadores de 13 estados e do Distrito Federal. Mesmo com o horário de verão nos estados das regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste e no Distrito Federal, o período de votação não terá qualquer alteração, ou seja, será das 8h às 17h, obedecendo o horário local.

Além do segundo turno da eleição para presidente da República em todo o país, os eleitores dos estados do Acre, Amazonas, Amapá, de Rondônia, Roraima, do Pará, de Mato Grosso do Sul, Goiás, do Ceará, Rio Grande do Norte, da Paraíba, do Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul e do Distrito Federal também irão às urnas para escolher seus governadores.

Com o horário de verão, o Acre passou a ter três horas a menos em relação ao horário de Brasília. Por isso, a divulgação dos números das eleições para presidente da República começará às 20h de Brasília. Os resultados para governador nos 13 estados e no DF serão conhecidos logo após o encerramento da votação.  

(Agência Brasil)

Participação Social >> Texto propõe que usuários participem da gestão da água de reservatórios

 Projeto do senador Kaká Andrade (PDT-SE) estabelece a participação obrigatória do Comitê de Bacia Hidrográfica - também chamado de Parlamento das Águas - nas decisões sobre alteração das vazões em reservatórios regularizadores. O objetivo do PLS 288/2014 é fortalecer a legitimidade e a representatividade dessas decisões, porque na deliberação do comitê estariam representados o poder público, os usuários de água e as entidades civis de recursos hídricos.

Para alcançar uma gestão hídrica descentralizada e participativa, o senador apresentou projeto que modifica a legislação (Lei 9.433/1997) que prevê a deliberação da Agência Nacional de Águas (ANA), em articulação com o Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS), nas alterações de vazão outorgada.

“No momento dessas alterações, os interesses do setor elétrico têm preponderado sobre as necessidades dos demais setores usuários da bacia hidrográfica”, argumenta o senador.

O texto destaca a disputa pelo uso de recursos hídricos no país devido à recente escassez de chuvas. É o caso das Bacias dos Rios Paraíba do Sul e São Francisco, no Sudeste e Nordeste, respectivamente.

Fonte: Jornal do Senado